Clínicas na Europa

 

Apresentamos uma lista de algumas clínicas em que mulheres solteiras ou numa relação com outra mulher podem recorrer para Inseminação Intra-Uterina (IUI) ou Fertilização In-Vitro (FIV) na Europa. A lista não é exaustiva e pretende somente dar algumas pistas a nível de possibilidades e preços. Todas as informações listadas requerem confirmação individual, por via de contacto direto com o estabelecimento de reprodução medicamente assistida, para o caso de cada mulher ou casal. A avaliação dos preços que apresentamos é meramente indicativa e refere-se somente ao custo de um tratamento de IUI (Inseminação Intra-Uterina), sem contar com despesas de alojamento e viagem.

 

Bélgica

 

Centrum voor Reproductieve Geneeskunde Universitair Ziekenhuis Brussel (Bruxelas)
http://brusselsivf.be/
(Dador Anónimo ou Dador de Identidade Aberta)

 

 

Dinamarca

 

Copenhagen Fertility Center (Copenhagen)
http://www.copenhagenfertilitycenter.com
(Dador Anónimo)

 

StorkKlinik (Copenhagen)
http://www.storkklinik.dk/en/
(Dador Anónimo ou Dador de Identidade Aberta)

 

Vitanova (Copenhagen)
http://www.vitanova.dk/en/
(Dador Anónimo ou Dador de Identidade Aberta)

 

 

Espanha

 

Clínica Eugin (Barcelona)
http://www.eugin.net/
(Dador Anónimo)

 

IVI (Barcelona, Madrid, Sevilha, Vigo et al)
http://www.ivi.es/pt/
(Dador Anónimo)

 

Instituto Extremeño de Reproducción Asistida González Carrera (Badajoz)
http://www.ieragc.com/
(Dador Anónimo)

 

Clínicas Ginemed (Sevilha)
http://www.ginemed.es
(Dador Anónimo)

 

 

Inglaterra

 

The London Women’s Clinic (Londres)
http://www.londonwomensclinic.com/
(Dador de Identidade Aberta)

 

Fertility Plus (Londres)
http://fertilityplus.org.uk
(Dador de Identidade Aberta)

 

 

Irlanda

 

Sims IVF (Dublin)
http://www.sims.ie/
(Dador de Identidade Aberta)

 

 

Luxemburgo

 

Centre Hospitalier de Luxembourg - Centre de Stérilité et de la Médecine de Reproduction
http://www.chl.lu/mater…/consulter-un-medecin-a-la-maternite
(Dador Anónimo ou Dador de Identidade Aberta)

 

 

Países Baixos

 

Medisch Centrum Kinderwens (Amsterdão)
http://www.mckinderwens.nl
(Dador de Identidade Aberta*)

 

 

Sobre os Doadores de Esperma

 

É de salientar que a possibilidade ou não de escolher o tipo de dador (Anónimo ou de Identidade Aberta) depende da legislação do respetivo país ou da política da própria clínica. Por exemplo, no Reino Unido, Suécia e Países Baixos* só é possível inseminação com Dador de Identidade Aberta. Em Espanha, por outro lado, só é possível inseminação com Dador Anónimo.

 

Se receber tratamento com esperma de um dador de um Banco de Esperma específico é por exemplo uma questão importante, fique a saber que nem todas as clínicas aceitam utilizar dador de outro banco que não o próprio da clínica e, por esse motivo, essa questão deve ser colocada a priori nos contactos efetuados.

 

Por fim, nalgumas clínicas também é permitido inseminação ou FIV com um dador conhecido, mas para tal a doação terá de passar primeiro pela quarentena de 6 meses, portanto aconselha-se uma programação atempada se for essa a opção desejada.

*No caso dos Países Baixos as crianças podem, a partir dos 16 anos, solicitar a revelação da identidade do dador; caso o dador se recuse o caso poderá ser decidido em tribunal.

 

 

O que é um Dador de Identidade Aberta?

 

É um dador que autoriza que as crianças geradas a partir do seu esperma o conheçam após completarem 18 anos, se assim desejarem.

 

 

Sobre os Custos da Reprodução Medicamente Assistida no Estrangeiro

 

Só é possível fazer uma avaliação objetiva dos custos para cada caso conhecendo não só os preços, mas também as condições das clínicas. Por exemplo, umas clínicas podem permitir fazer a consulta inicial por telefone ou Skype, outras – na maioria dos casos – podem exigir consulta prévia presencial, o que pode implicar mais custos de viagem e alojamento em relação ao primeiro caso. Umas clínicas podem não cobrar nada extra por se utilizar um dador de Banco de Esperma externo à própria clínica – imaginemos que quer recorrer a um dador de identidade aberta e a clínica onde irá receber o tratamento só tem dadores anónimos -, outras sim. Algumas clínicas poderão cobrar um valor extra e ter, até mesmo, uma lista de espera mais longa se o tratamento for para uma paciente ou um casal do estrangeiro, enquanto outras não.

 

Depois também vale a pena saber quais os meios de transporte disponíveis e os seus custos usuais, nomeadamente tendo em conta a possibilidade de ser necessário marcar viagem só com um ou dois dias de antecedência. Portanto, é necessário explorar cada caso, se o fator financeiro for importante.

© 2016 POR ANA LODI

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon